Atualidades

2 minutos de boas notícias

Em meio à pandemia, separamos mais algumas novidades que vão te deixar feliz em saber

Por 2min
24 de março de 2020 Atualizado em 25/03/2020 às 21:08

Em tempos de crise, o ser humano tem uma oportunidade de mostrar seu melhor lado – se reinventando, criando iniciativas frente aos desafios. Resolvemos publicar aqui as melhores novidades do que tem rolado por conta do coronavírus. Segue a lista das boas notícias dos últimos dias:

1 – A plataforma colaborativa Vizinhos do Bem foi lançada para oferecer ajuda – e também pedidos de ajuda – especialmente aos idosos, grupo de risco da Covid-19. Como se sabe, eles são os mais vulneráveis ao vírus, então o ideal é garantir uma quarentena segura. A ajuda pode ser comprando produtos em supermercados e farmácias ou apenas resolvendo coisas mais simples como levar o cachorro para passear. O uso da plataforma é gratuito.

2 – Um geriatra de São José dos Campos decidiu atender gratuitamente a seus vizinhos que estejam com sintomas leves da doença, num esforço para desafogar as UPAs e hospitais de sua cidade.

3 – As empresas aéreas Azul, Gol e Latam estão transportando profissionais da área de saúde gratuitamente, rumo aos locais mais impactados pelo vírus.

4 – Até mesmo o Cascão, personagem da Turma da Mônica que não curte um banho, aderiu ao combate à doença. Numa historinha lançada semana passada, ele também se conscientiza de que é fundamental lavar as mãos. Ótima maneira de ensinar a criançada.

5 – A ONG americana Love Beyond Walls (“Amor além dos muros”, em português) já instalou 30 pias nas ruas de Atlanta, para que a população de sem-teto também possa lavar suas mãos. Para os moradores de rua de São Paulo, o site Razões para Acreditar está fazendo uma vaquinha online para a compra de itens de primeira necessidade. Para apoiar, clique aqui.

6 – Também vem do Razões para Acreditar a notícia de que uma idosa de 87 anos do interior do Maranhão resolveu confeccionar máscaras por conta própria.

7 – Pelo menos um benefício o vírus tem causado ao planeta: a desaceleração da economia provocou uma queda acentuada da poluição ambiental. Nas últimas três semanas, a China emitiu 150 milhões de toneladas métricas (mtm) de CO₂ a menos que no mesmo período do ano passado (equivale a mais ou menos a todo o dióxido de carbono que a cidade de Nova York emite em um ano – ou emitia, antes da pandemia). Na Itália, os canais de Veneza, que há décadas estavam turvos, ficaram cristalinos.

Atualizado em 25 de março. Veja aqui mais boas notícas.