Atualidades

A mão que aponta

É preciso tomar cuidado com 'cancelamentos', sob o risco de irmos todos para o paredão

Por 2min
25 de fevereiro de 2021

Uma das frases lapidares de Nelson Rodrigues diz que “toda unanimidade é burra”. Ele prossegue: “Quem pensa com a unanimidade não precisa pensar”.

Num país que cada vez mais se divide entre “nós” e “eles”, em pólos sempre extremos, sem aceitar meio-termos, há tempos não víamos uma unanimidade, embora vejamos burrices diariamente.

Pois o Big Brother (um programa que, aliás, divide opiniões) conseguiu duas unanimidades: em sequência, foram eliminados do reality show os jogadores Nego Di e Karol Conká, com 98,76% e 99,17% dos votos, respectivamente.

Ao ser entrevistada sobre o tema, Karol pediu desculpas e se comparou às vilãs de telenovelas Carminha e Nazaré – que, incrivelmente, tinham simpatia popular, diferentemente dela própria. “A mão que aponta é a mesma que vai aplaudir“, ela cantava. Ou será o contrário?

No país em que a página do Facebook “Eu Odeio o Eduardo Paes” declara voto em Eduardo Paes, como aconteceu na última eleição municipal carioca, nada mais natural do que o fã-clube de Karol Conká publicar uma nota dizendo: “desejamos que ela se foda”.

O que parecia enfim nos unir já começa a ser entendido como um novo debate antagônico. Voltou à baila o termo “cancelamento”, para definir o que se faz com os dois participantes eliminados. No caso de Karol Conká, com direito a ameaças de morte a seu filho e a prejuízos da ordem de R$ 5 milhões, com literais cancelamentos de contratos da cantora.

Alguns alegam que Karol e Di só sofreram o tal castigo por serem negros, o que não é uma teoria de todo descartável, dado que nosso país também é dividido por um fosso racial.

O fato é que o cancelamento, qualquer que seja, precisa ser cancelado. Sob o risco de irmos todos para o paredão, que talvez nem seja metafórico.

Voltemos a Nelson Rodrigues: “Desconfio muito dos veementes. Via de regra, o sujeito que esbraveja está a um milímetro do erro e da obtusidade.”