Atualidades

Pra soltar sua criança interior

Pica-pau da Reserva ganhou versão em toy art, que serve como objeto de decoração sem perder o caráter lúdico

Por 2min
8 de outubro de 2020

O desenho original de Ismael Lito que acabou se transformando no toy art do pica-pau da Reserva

 

Vem chegando o Dia da Criança (12 de outubro), ótima oportunidade para lembrar do nosso mascote, o pica-pau, transformado em toy art. Um objeto decorativo que não perde seu caráter de brinquedo, como lembra nossa diretora de arte Marina Taddei:

– Elevar seu ícone máximo à condição de objeto de arte, que marca não quer isso? Esta foi uma maneira bem elegante de trazer esse nosso personagem pra casa das pessoas, um jeito de transitar de forma bonita pra decoração, mas sem perder o caráter de toy, o lado lúdico, de desenhar e customizar. Existe uma liberdade grande para interagir com ele – diz a designer. Sem dúvida, um “brinquedo” para soltar a criança interior de qualquer um.

O projeto nasceu em 2018, a princípio como uma peça para decorar as próprias lojas da Reserva. Mas logo se entendeu que ele tinha potencial para voar ainda mais longe.

Foi convidado o artista Ismael Lito, com mais de uma década de experiência em desenho de personagens e toys. Em 2008, ele lançou o Paleolito, premiado internacionalmente, que depois virou um curta de animação, igualmente laureado.

– O desafio era adaptar o desenho do pica-pau da Reserva ao design de um toy art, através da desconstrução do desenho original, mas ao mesmo tempo mantendo algumas características da marca – lembra Ismael, que também é professor universitário e já formou mais de 5 mil alunos em seu curso online de design de personagens em 3D.

O processo de criação, que levou um mês, começou com desenhos de conceitos feitos à mão. A pedido da Reserva, foram apresentadas cinco opções. Uma vez aprovados, os desenhos foram levados para um software de 3D onde o processo de modelagem poligonal usa como referência o desenho conceitual 2D.

– Através dessa técnica, mantenho o desenho do toy 2D perfeitamente fiel ao modelo em 3D. As cinco opções foram apresentadas virtualmente, através de ferramentas que mostram o modelo em 360 graus. Esses modelos também foram impressos com impressoras 3D, dando uma visão do produto final, com protótipos em tamanho real – lembra Ismael Lito.

Uma votação consagrou o toy art final, que vem embalado com um pilot, para que o usuário brinque com o desenho. Ano passado, enfim, nasceu o objeto de arte/brinquedo.

– Foi também o projeto que eu mais havia gostado – garante Ismael. – Essa iniciativa pioneira da Reserva sem dúvida contribuiu muito para o design de toy arts brasileiro.