consultoria de estilo

Qual seu tipo de top-sider?

Top-sider, dockside, boat shoe... Chame como quiser: todos os nomes levam ao mesmo tipo de sapato. Escolha o seu

Por 2min
4 de agosto de 2020

Top-sider, dockside, boat shoe, deck shoe. Todos os nomes levam ao mesmo tipo de sapato, criado nos anos 1930 por Paul Sperry. A Reserva oferece três modelos – Leroy, Liff e Canvas –, cada um com suas peculiaridades. Qual é o seu tipo?

Antes de responder, vamos lembrar a origem do calçado, que tem uma história curiosa.

O avô de Paul Sperry trabalhou num estaleiro; seu irmão era um pintor que se inspirava no tema náutico; e ele próprio foi oficial da Marinha americana. Porém, a ideia de criar o sapato veio da observação de seu Cocker spaniel: ele reparou que, mesmo correndo sobre o gelo, o cachorro não derrapava. Estudou a anatomia da pata canina, e veio daí a ideia do calçado.

Em 1935, desenhou e desenvolveu o que batizou como “top-sider”. Fez um sucesso instantâneo não apenas entre adeptos da vida náutica – em 1939, virou fornecedor oficial da Marinha –, mas entre o público masculino em geral.

Nos anos 80, foi febre mundial. Nos anos 90, perdeu espaço para sneakers em geral. Mas voltou com força desde a década passada, nunca mais tendo perdido seu posto.

Os três modelos da Reserva guardam a mesma essência dos calçados náuticos, mas cada um tem seu próprio estilo.

O Leroy Esse é para quem ama top-sider e não abre mão do modelo tradicional. Feito de couro e com bico mais arredondado, para dar mais conforto. O detalhe frontal do cadarço e nas lateriais dão todo o charme que esse calçado pede.

– Temos um acabamento engraxado no couro que dá aquele visual bonito de envelhecido e usado – diz Daniel Saldanha, designer da Reserva Go. – A palmilha macia garante o conforto na pisada, e a sola mais fina tem bastante flexibilidade deixando o movimento do pé livre e solto – completa.

O Liff é uma combinação de top-sider com tênis casual. A sola mais rasteira e o cadarc¸o encerado deixa o visual mais clássico e elegante. E o melhor, vem em três materiais: couro, camurça e lona.

– A sola de borracha vulcanizada dá uma ar mais jovial e esportivo, mas o cabedal clássico de top-sider mantém o equilíbrio, caso queira um look mais formal – avalia Daniel Saldanha. – Muito fácil de usar e combinar com qualquer estilo, desde um look praia com bermuda e camiseta até algo mais casual e social.

O Canvas é a versão menos careta e arrumadinha. O Canvas é feito com lona tingida e estonada no limite pra garantir toda maciez do material com aquele aspecto amassado. A sola desenhada em curvas e proporções anatômicas é toda moderna, bem leve e baixinha. Um calçado criado pra você usar sem se preocupar. Quanto mais desgastado e amassadinho, melhor.

– O design é pensado no jovem que quer o visual casual  clássico que um top-sider tem mas não quer se sentir velho ou formal demais – conta Daniel.