consultoria de estilo

Um tênis feito de lixo

Conheça o Neo-Re, tênis da Reserva que tem seu solado construído a partir de resíduos de outros calçados

Por 2min
4 de junho de 2020 Atualizado em 02/07/2020 às 16:28

Você já parou para se perguntar quanto tempo seu tênis velho leva para se decompor no meio ambiente? A gente já. São cerca de 80 anos para o solado de borracha. Um dos pilares da Reserva é a sustentabilidade, com uma linha crescente de produtos ecofriendly. É o caso do Neo-Re, calçado que se utiliza de restos para a confecção de seu solado – literalmente, um tênis feito de lixo.

– Acreditamos que, para além da preocupação com a origem do material usado, as empresas vão precisar se preocupar com o fim da vida de um produto. Ou seja, a capacidade de reutilização ou desintegração de forma não-poluente. Se você vende um produto, qualquer que seja, deve pensar em como ele “acaba” – diz Pedro Cardoso, diretor de Novos Negócios da Reserva.

O Neo-Re é um filhote do Neo, um dos maiores best sellers da Reserva Go, que tem um cabedal em neoprene, totalmente flexível. A proposta do Neo-Re vai além. A ideia é que o próprio consumidor ajude neste processo: o calçado antigo trazido pelo cliente até a loja vale R$ 50 na compra de um Neo-Re. O tênis descartado vai para o moedor, conforme mostram as imagens do processo completo, neste post. Os ilhoses são retirados – o resto vai para a reciclagem.

 

– É um ganha-ganha onde cumprimos com nossa responsabilidade de reutilizar o produto – diz Pedrão.

Em termos de design, dois detalhes diferenciam o Neo Re: a sola, por ter passado por este processo, tem o visual típico de produtos reciclados, com os grãos e coloridos da moagem. Ele recebe também um selo de borracha laranja no calcanhar, que identifica o calçado e o diferencia dos demais Neo. Uma prova definitiva de que sustentabilidade e estilo podem caminhar juntos.