Empreender

Barba protegida

Designer faz sucesso ao desenvolver uma máscara especialmente voltada para os barbudos

Por 2min
14 de Maio de 2020

Ninguém duvida: no mundo pós-pandêmico, máscaras faciais serão um artigo fashion. E, assim como a moda, o item vai ganhar nichos específicos para promover maior inclusão. Pensando nisso, a designer Lara Luiza Oliveira desenvolveu uma voltada para quem tem barba – como seu noivo, Alê Barba Ruiva.

– Meu foco sempre foi o desenvolvimento de produtos de moda – conta Lara, que tem uma pequena empresa de uniformes, direcionada ao segmento de franquias, em que oferece criação, produção e logística.

Quando veio a quarentena, deu uma pausa no negócio. Em casa, fez uma máscara para uso pessoal, que acabou fazendo sucesso entre as amigas. Mas a ideia da máscara para barbudos veio do irmão.

– A partir daí comecei a pensar um modo de fazer um produto que atendesse de forma correta os barbudos. Foram vários pilotos até chegar ao modelo atual – diz.

Com as barbas na moda, o resultado não poderia ser outro: em pouco mais de um mês, já foram encomendadas mais de 500 máscaras. O produto é feito em duas camadas de viscose e uma camada interna de TNT, e o tecido envolve toda a região da barba.

– Para removê-la, basta desamarrar o laço da parte que prende a barba e tirar o elástico de trás da orelha – explica a designer, lembrando ainda que o tamanho é único, mas ajustável através do elástico.

As máscaras para barbudos custam de R$ 27 (sem estampas) a R$ 32 (estampadas).

(Aqui falamos sobre os cuidados para manter a barba durante a pandemia de coronavírus).