Empreender

‘Está permitido sofrer’

A top voice do LinkedIn Flávia Gamonar diz, porém, que é preciso levantar a cabeça e enfrentar a situação

Por 2min
7 de abril de 2020 Atualizado em 09/04/2020 às 10:11

Flávia Gamonar tem uma empresa de treinamentos, aulas e palestras. Além disso, cria conteúdo para marcas e é professora de cursos de pós-graduação. Como top voice do LinkedIn – ela tem mais de 1 milhão de seguidores na rede –, escreve bastante sobre carreiras e Marketing. Mesmo com toda essa bagagem, a empreendedora confessa: chegou a “curtir uma bad” por causa da quarentena forçada.

– Essa crise pegou a todos nós desprevenidos. Sempre que algo assim, drástico, acontece, inicialmente tomamos um baque, desanimamos e até desesperamos. Temos visto que o cenário é bastante complexo para a maioria das pessoas, não foi diferente comigo. Foi preciso reinventar o jeito de fazer – conta Flávia, instrutora oficial do LinkedIn Learning. Mas, como toda crise, ela traz oportunidades.

– Essa crise mostrou que somos frágeis, mas também trouxe à tona muita colaboração e criatividade. É o que estou fazendo em meu negócio, pensando novas parcerias e formatos e também incentivando meus alunos a fazerem o mesmo – conta Flávia. – Não pode desistir e desanimar de tudo! Está permitido sofrer e ficar mal um pouco, somos humanos. Mas em seguida levantar a cabeça e enfrentar, dias melhores virão.

Essa crise mostrou que somos frágeis, mas também trouxe à tona muita colaboração e criatividade. É o que estou fazendo em meu negócio

Flávia sugere que as pessoas apostem em novos formatos de trabalho, além de aprender fazendo e otimizando no caminho, mesmo enquanto testa. Ela dá o próprio exemplo:

– Como criadora de conteúdo, ajustei minha comunicação e contribuí da forma que posso, produzindo temas relacionados que poderiam ajudar as pessoas. E ao mesmo tempo não parei de produzir e criar formatos novos de cursos e produtos, meu sangue é de empreendedora.

Tanto é que ela acaba de lançar uma lojinha – a Gamei – na Reserva INK, plataforma de vendas voltada para micro e pequenos empreendedores. (A propósito, a INK está oferecendo 40 dias de serviços gratuitos para ajudar a reinventar seu negócio neste período de isolamento).

– A ideia é ter camisetas corporativas confortáveis com frases legais, engraçadas, criativas. Que funcionem de tênis ou de salto. Com blazer por cima se quiser, no seu estilo. Mas levando um pouco de você, de leveza e graça para o ambiente profissional – resume Flávia.

Nas camisetas, há inscrições como “Wife, mom, boss“, “Women on power” e “I read your e-mail“, entre várias outras – você certamente vai encontrar uma adequada pra você.