Limonada

Pense como pequeno, mas não pequeno

'Vai te dar a agilidade, a flexibilidade e a falta de burocracia que vai te levar mais longe', diz Rony Meisler

Por Rony Meisler
31 de agosto de 2020

Vim aqui hoje pra compartilhar um insight que tem nos ajudado muito no grupo.

Ao longo do tempo, quanto mais nós fomos crescendo, mais nos esforçamos para agir, pensar e executar rápido. Como pequenos. Olha que insight poderoso.

A gente foi tentando quebrar os processos, quebrar as hierarquias, pra que a gente conseguisse. Óbvio que a gente olha a planilha, a gente estuda a planilha, mas está sempre muito perto da operação.

Então vou dar um exemplo de um lugar onde a gente fez isso sistematicamente e deu muito certo: a área de vendas. Quando a gente começou, as reuniões de vendas eram na nossa mesa. A empresa era a nossa mesa, basicamente, porque era tudo muito pequenininho.

A empresa foi crescendo, nós fomos abrindo muitas lojas, e em parceria com meu irmão e sócio – o primeiro vendedor que nós contratamos –, Fabinho Millet, hoje diretor, nós montamos um negócio que se chama Reunião de Vendas Semanal (RDV).

Toda segunda-feira, toda a supervisão vem, a gente olha a venda loja a loja, CPF a CPF, do profissional de vendas que está dentro da loja. E assim a gente consegue olhar a semana que passou e montar um plano de ação pra semana que vai entrar, na direção da meta.

Como nem tudo aqui na Reserva são resultados financeiros, nós sempre temos esse olhar, de bifurcação, da venda, do resultado, sim – são 14 anos de lucro aqui na companhia, temos um orgulho danado disso –, mas principalmente de fit e de entrega de cultura.

No final dessa reunião, cada supervisor traz uma história do nosso programa Movendo o Céu e a Terra Pelo Cliente. A maior premiação do nosso varejo vai pra quem entrega a melhor história de encantamento pros nossos consumidores.

E aí cada supervisor diz essa história, nós votamos a melhor da semana e vai pro comitê, que vota no final do trimestre a que vai ganhar a premiação.

Dessa maneira, mesmo muito grande – hoje nós temos 106 lojas e 34 franquias –, a gente continua se encontrando. Olha que simples. Eu não vim aqui falar de sofisticação, porque sofisticação confunde a mente das pessoas.

Óbvio que tem sistema por trás, a gente extrai isso do BI, esses dados pra analisar nessa reunião, mas você, que tem seu negócio pequenininho, médio ou grande, você consegue fazer isso. Imprime, olha o resultado, vendedor a vendedor, loja a loja, entende como pode desenvolver aquelas pessoas, que corrida pode fazer, que premiação pode dar, que produto vai lançar dentro daquela semana, no caminho do resultado.

Portanto, pessoal, insight da semana: “pensar como pequeno é diferente de pensar pequeno”. Eu não tô promovendo a ideia de que você pense pequeno; acho que você tem que pensar bom, melhor e, por consequência, grande. Mas pense como pequeno. Vai te dar a agilidade, a rapidez, a flexibilidade, total falta de burocracia que vai te levar mais longe.

Fique por dentro de mais conteúdos como este me seguindo no Instagram. Vamo que vamo!

Curtiu? Leia também:

Como encantar seu cliente

Como inovar no ‘novo normal’

Prefira storydoing a storytelling