Listas

10 fatos curiosos sobre a história da barba

Listamos histórias e dados marcantes sobre barbas. Teste seus conhecimentos

Por 2min
1 de março de 2020

De Alexandre, o Grande aos implantes faciais, passando pelos registros do Guinness Book of Records, será que você conhece a história da barba? Teste seus conhecimentos e se divirta com as curiosidades que separamos nesta lista

Sua barba está em dia? E seus conhecimentos sobre ela? Teste aqui:

1 – Você certamente já ouviu falar de homofobia (preconceito contra homossexuais), claustrofobia (fobia de lugares fechados, como elevador) e até aracnofobia (medo de aranhas), mas sabia que existe um termo para designar quem tem repulsa a barbas? Sim, pogonofobia existe. Pra sorte dos homens, não tem se manifestado muito…

2 – Até porque… Você sabia que 55% da população masculina atualmente usa barba?

3 – Na história, porém, nem sempre foi assim. Em 345 antes de Cristo, Alexandre, o Grande, proibiu o exército macedônio de cultivar barbas. Não por motivos estéticos ou pogonofobia, mas para que seus inimigos não os puxassem pelos pelos no rosto nos momentos de combate homem a homem.

4 – Hoje em dia, porém, a moda da barba anda tão em alta que até procedimentos estéticos, como implantes, encontram mercado. O valor pode chegar a R$ 25 mil.

5 – Personagens históricos como Jesus Cristo (segundo se crê) e Pedro Álvares Cabral e Dom Pedro II (como atestam retratos e fotografias da época) tinham barba; o caso curioso é o de Tiradentes, que segundo os registros históricos não tinha barba. Tempos depois de sua morte, porém, a historiografia oficial achou que lhe cairia bem, e muitas vezes se vê retratado assim.

6 – Talvez o caso de Tiradentes tenha sofrido revisão justamente porque houve uma época em que a barba era sinônimo de autoridade: na história republicana brasileira, os 14 primeiros presidentes tinham ao menos bigode, e seis deles eram barbudos.

7 – Mais fácil, em geral, é cortar a barba. Especialmente a partir do século 20. Como se sabe, a lâmina descartável foi criada em 1902.

8 – Ou seja: Hans Nielsen Langseth, dono da maior barba registrada na história (5,33m), segundo o Guinness Book of Records, não cortou a sua porque não quis, já que ele morreu em 1927.

9 – Hans era norueguês e viveu nos Estados Unidos. Tivesse vivido na Rússia ou na França, em outros tempos, teria que pagar um imposto. Sim, esses países já cobraram taxas de seus cidadãos barbudos em algum momento de sua história.

10 – Mas certamente não teriam coragem de cobrar de Aruj e Kizir, os irmãos corsários otomanos que, no século XV, ficaram conhecidos como os piratas Barba Ruiva.

A propósito: a Reserva do Fashion Mall (RJ) agora tem um espaço de barbearia!