Listas

10 livros pra sua cabeceira

Neste Dia do Livro, reunimos sugestões de gente muito boa que tem passado pela quarentena de lives da Reserva

Por 2min
23 de abril de 2020

Neste Dia do Livro, a gente te deseja prateleiras cheias de ótimas opções. E pra facilitar sua vida neste mar de boas ideias, listamos aqui algumas sugestões de livros feitas pelos convidados da nossa quarentena de lives, com as respectivas sinopses.

1 – Dica de Ana Laura Magalhães: Os Axiomas de Zurique”, de Max Gunther.  

“O livro revela os segredos de um grupo exclusivo de homens que, depois da Segunda Guerra Mundial, resolveu ganhar dinheiro investindo em várias frentes, de ações a imóveis, de commodities a moedas estrangeiras. Ganharam muito e transformaram a Suíça em um dos países mais abastados. Neste livro, o autor apresenta as regras e princípios infalíveis que esses banqueiros estabeleceram para diminuir riscos e aumentar lucros. Essas regras preciosas estão divididas em 12 Axiomas principais e 16 secundários, que devem ser seguidos em busca de especulações de sucesso.”

2 – Dica de Caio Carneiro: “Antifrágil“, de Nassim Taleb;

“Em seu livro anterior, Nassim Nicholas Taleb nos mostrou que eventos altamente improváveis e imprevisíveis são o estopim para quase tudo em nosso mundo. Neste trabalho, o autor apresenta um conceito denominado “antifrágil”, que abrange as coisas e ideias que não apenas se beneficiam do caos, mas que precisam dele para sobreviver. Dessa forma, a incerteza se apresenta como algo desejável — e até necessário, pois somente assim o antifrágil consegue crescer.”

3 – Dica de Gustavo Caetano:Sapiens, uma breve história da humanidade”, de Yuval Harari.

“O que possibilitou ao Homo sapiens subjugar as demais espécies? O que nos torna capazes das mais belas obras de arte, dos avanços científicos mais impensáveis e das mais horripilantes guerras? Nossa capacidade imaginativa. Somos a única espécie que acredita em coisas que não existem na natureza, como Estados, dinheiro e direitos humanos.

Partindo dessa ideia, Yuval Noah Harari, doutor em história pela Universidade de Oxford, aborda em Sapiens a história da humanidade sob uma perspectiva inovadora. Explica que o capitalismo é a mais bem-sucedida religião; que o imperialismo é o sistema político mais lucrativo; que nós, humanos modernos, embora sejamos muito mais poderosos que nossos ancestrais, provavelmente não somos mais felizes. Um relato eletrizante sobre a aventura de nossa extraordinária espécie – de primatas insignificantes a senhores do mundo.”

4 – Dica de Amure Pinho: The hard things about hard things“, de Ben Horowitz. 

“Em O lado difícil das situações difíceis, Ben Horowitz, um dos empreendedores mais respeitados e experientes do Vale do Silício, conta a história de como ele mesmo fundou, dirigiu, vendeu, comprou, geriu e investiu em empresas de tecnologia, oferecendo conselhos essenciais e normas de sabedoria prática para ajudar os empreendedores a resolver os problemas mais difíceis – aqueles de que as faculdades de administração não tratam. Seu blog alcançou um público dedicado de milhões de leitores, que passaram a confiar no autor para ajudá-los a gerir suas próprias empresas.

Horowitz, grande fã de rap, ilustra as lições empresariais com letras de suas músicas favoritas e fala a verdade nua e crua sobre os assuntos mais espinhosos, desde como demitir um amigo até saber o melhor momento para vender a empresa.”

 

dia do livro

 

5 – Dica de André Fran: “O jeito Harvard de ser feliz“, de  Shawn Achor.

“O especialista de Harvard Shawn Achor explica como reprogramar nosso cérebro para nos tornarmos mais produtivos e conquistarmos uma vantagem competitiva no trabalho. Traz estudos de casos fundamentados por pesquisas da Fortune 500 com milhares de executivos em 42 países.”

6 – Dica de Leonardo Piamonte: “A criação do patriarcado”, de Gerda Lerner.

“A Criação do Patriarcado explora cerca de 2.600 anos de história humana e as culturas do Antigo Oriente Próximo, para nos mostrar em um dos mais originais estudos dos últimos tempos, a origem da opressão das mulheres perpetrada pelos homens. Valendo-se de dados históricos, literários, arqueológicos e artísticos, Gerda Lerner refaz o traçado evolutivo das principais ideias, símbolos e metáforas graças às quais as relações de gênero patriarcais foram incorporadas à nossa civilização, sustentando que a dominação da mulher pelo homem é produto de um desenvolvimento histórico.

Não é “natural” ou biológica e, portanto, imutável, de modo que o Patriarcado como sistema de organização da sociedade pode ser abolido por processos históricos. Gerda Lerner propõe uma nova e surpreendente teoria de classe, revelando as diferentes maneiras pelas quais as classes são estruturadas e vivenciadas de forma diferente por homens e mulheres.”

7 – Dica de Ricardo Rocha:Mude ou Morra“, de Roni Cunha Bueno e Renato Mendes.

“A transformação digital é democrática: irá impactar de maneira igualmente implacável empresas (e pessoas) de todos os tamanhos e setores da economia. Negócios centenários que faturam bilhões de reais estão virando pó e empregos estão sendo destruídos na mesma proporção porque muitas dessas empresas não entenderam o funcionamento da chamada Nova Economia. Lembra o que aconteceu com a Blockbuster ou a Kodak? Ninguém está a salvo. Redes sociais, IoT, Machine Learning, automação: a forma de se relacionar com seus clientes mudou, e a forma de gerir sua carreira também.”

8 – Dica de Renato Mendes:A Startup enxuta“, de Eric Ries.

“A startup enxuta é um modelo de negócio que vem sendo amplamente adotado ao redor do mundo, mudando a maneira como as companhias idealizam seus produtos e serviços. Pioneiro na implementação dessa abordagem, Eric Ries define startup como uma organização dedicada a criar algo novo sob condições incertas – e isso inclui tanto o jovem empreendedor que trabalha na garagem de casa quanto o profissional experiente em uma multinacional. O que eles têm em comum é a missão de atravessar essa névoa de incerteza em direção a negócios inovadores e sustentáveis.”

9 – Dica de Guilherme Benchimol:Endurance“, de Caroline Alexander.

“Dias terríveis, dias deslumbrantes.Em 1914 o Endurance partiu rumo à Antártica. O gelo e o mar do Pólo Sul lentamente o tragaram. Depois de perambular meses e meses, toda a tripulação regressou sã e salva à terra firme. As imagens de Frank Hurley, fotógrafo da expedição, revivem essa história extraordinária de resistência e companheirismo.”

10 – Dica de Israel Salmen:Organizações exponenciais” (vários autores).

“Bem-vindo à época das mudanças exponenciais, o melhor momento para se viver. É o momento em que a concorrência não é mais a empresa multinacional no exterior, mas o cara em uma garagem no Vale do Silício ou em Bandra (Mumbai), utilizando as mais recentes ferramentas online para projetar e imprimir a partir da nuvem sua última criação. Essas empresas estão cada vez mais rápidas, contam com pessoas cada vez mais capazes de se reinventar a uma velocidade ímpar. São pessoas e empresas extremamente criativas.

Como aproveitar todo esse poder criativo? Como construir uma empresa que seja tão ágil, hábil e inovadora como as pessoas que farão parte dela? Como competir nesse acelerado mundo novo? Como se organizar para expandir? A resposta está no livro: é a organização exponencial.”