Listas

8/17 – É o gosto do cliente que manda

Por 2min
18 de fevereiro de 2020 Atualizado em 06/04/2020 às 12:18

Oitavo dos 17 conselhos para ser um gestor melhor:

8 – Cuidado para que gostos pessoais (seus e do time) jamais sejam mais importantes do que aquilo que o cliente gosta. É o cliente quem manda.

“Eu sou o homem que vai a um restaurante, senta-se à mesa e pacientemente espera, enquanto o garçom faz tudo, menos anotar o meu pedido.⠀

Eu sou o homem que vai a uma loja e espera calado, enquanto os vendedores terminam suas conversas particulares.⠀

Eu sou o homem que entra num posto de gasolina e nunca toca a buzina, mas espera pacientemente que o empregado termine a leitura do seu jornal.⠀

Eu sou o homem que explica sua desesperada e imediata necessidade de uma peça, mas não reclama quando a recebe após três semanas somente.⠀

Eu sou o homem que, quando entra num estabelecimento comercial, parece estar pedindo um favor, ansiando por um sorriso ou esperando apenas ser notado.⠀

Eu sou o homem que entra num banco e aguarda tranquilamente que as recepcionistas e os caixas terminem de conversar com seus amigos, e espera pacientemente enquanto os funcionários trocam idéias entre si ou, simplesmente abaixam a cabeça e fingem não me ver.⠀

Você deve estar pensando que sou uma pessoa quieta, paciente, do tipo que nunca cria problemas. Engana-se.⠀

Sabe quem eu sou? Eu sou o cliente que nunca mais volta!“ (Sam Walton)

Nem por um minuto confunda o que você gosta com o que o cliente gosta. ⠀

Uma coisa muito comum nos negócios são as pessoas “acharem” que o cliente gostará de algo porque elas pessoalmente gostam. Nem o cliente, nem o dinheiro dele, aceitam desaforo. ⠀

Não achem nada! Perguntem para eles(as)! Invistam para conhecê-lo(a) a cada vez mais. Mova o céu e a terra por ele(a).⠀