Ser

Trabalho é a maior diversão

Publicitário de formação, Bruno da Matta investiu suas férias para começar a fazer o que gostava de verdade

Por 2min
27 de fevereiro de 2020

Bruno da Matta é publicitário de formação. Chegou a trabalhar como criativo em agências, mas percebeu que não era a sua. Acabou virando representante comercial – vendia material hospitalar –, mas frustrou-se também nessa área, por questões éticas. Descobriu, viajando, que seu ideal seria mesmo viajar.

– Comecei brincando, com amigos que me chamaram pra fazer imagens uma vez – lembra Bruno, aos 37 anos. – Desde moleque gosto de pilotar helicóptero de controle remoto, fui aprendendo, até que surgiram os drones e passei a fazer vídeos com eles
também.

 

Passou a ser comum elaborar um roteiro e inserir algumas marcas nesse roteiro

Assistindo a vídeos tutoriais, aperfeiçoou as técnicas de edição e passou a oferecer
seus serviços este ano, junto a um amigo com quem dividiu algumas aventuras.
Investiu em 30 dias de “férias a trabalho”, fazendo tracking por Hungria, Áustria, Suíça,
França, Itália e Noruega. As mecas das caminhadas de aventura. Embora recente, o
portifólio gerado interessou a várias marcas, e no último semestre Bruno enfileirou
uma série de trabalhos.
– Passou a ser comum elaborar um roteiro e inserir algumas marcas nesse roteiro. A
próxima que a gente deve fazer é em novembro, pra Chapada Diamantina. Vai ter
motocross, rafting, rapel no balão, escalada… A gente procura referências do lugar e
tentamos cruzar as marcas pra esse tipo de aventura – explica Bruno, com sua visão
publicitária aliando-se às habilidades de surfista e skatista que não nega um frio na
barriga.
Recentemente, filmou dois amigos voadores. Um estava “a bordo” de uma wingsuit –
aquela roupa/asa que funciona como um planador – e o segundo, num parapente.
Bruno fez tudo de um helicóptero, mas a aventura terá desdobramentos:
– Estou indo para Brasília fazer um salto com eles, para poder filmar no alto. Eu, no
paraquedas, e eles de wingsuit – dá spoiler.