Ser

Otimismo é remédio

Dudu, Brenda e Pedro contam que o pensamento positivo os ajudou a superar a Covid-19

Por 2min
16 de dezembro de 2020

 

Neste Natal, além de celebrar a vida, a Reserva traz uma mensagem positiva, de esperança, através de 16 personagens que superaram o coronavírus. Gente como Dudu, Brenda e Daniel. Hoje reunimos as três últimas histórias da nossa campanha de Natal (Dudu está na foto que abre o post; Brenda está de braços levantados, na imagem da esquerda; e Daniel é o menino da foto da direita).

A verdade é que 2020 não foi fácil pra ninguém. Mesmo assintomático, o RP Eduardo Melo resume o sentimento geral:

– Só pelos noticiários, todos ficamos muito apreensivos e com medo, e sem saber quando acabaria e o que seria da humanidade.

 

Só pelos noticiários, todos ficamos muito apreensivos e com medo, e sem saber quando acabaria e o que seria da humanidade

Daniel ficou “bem cansado e com dor de cabeça”; Brenda pegou Covid-19 em setembro, e até hoje tem sequelas como dores no pulmão e ainda dificuldades para respirar. Mas todos os três apontam o otimismo como um dos remédios utilizados não só para vencer o coronavírus, mas para superar o próprio ano, até mesmo tirando lições que não viriam sem a pandemia.

– Foi um ano difícil, mas foi um ano de reflexão, de aprendizado. Se não tivesse tido essa pandemia, não teria evoluído tanto, refletido tanto e tirado tantas coisas boas pra minha vida. Então, apesar de tudo, foi muito, muito bom – avalia Brenda Duarte.

Com apenas 11 anos, Daniel já tem a perspicácia de saber que, apesar de já estar “acostumado” a esse normal esquisito, o grande desejo para 2021 é que tudo isso acabe, para voltar a estar com os amigos.

– Neste Natal, vou celebrar toda a minha família estar viva – diz o aluno do colégio de São Bento, no Rio, que passou por meses de aulas à distância, até a retomada das presenciais, em outubro.

Brenda e Dudu, aliás, agradecem também aos aplicativos de reuniões online, por manterem viva a camaradagem dos amigos, nos momentos mais duros, mandando energias positivas.

– Esse período me fez refletir muito sobre a vida e que em um instante tudo pode acabar, e sempre coloco Deus em todos os meus planos e minha força maior que sempre me ajudou e me fixou aos meus objetivos – reflete Dudu. – Obrigado aos meus poucos e bons amigos de verdade, que ficaram esse tempo todo comigo – diz.